Flash - jul 8, 2019

As tendências de benefícios para colaboradores em 2019

A área de Recursos Humanos nas empresas muitas vezes encontra dificuldades para lidar com seus talentos da melhor forma. Estudo do MetLife, empresa associada à Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial) indica que apenas 35% dos profissionais afirmam ter empregadores que criam boas condições para manter um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. A pesquisa foi realizada com colaboradores vinculados a empresas com mais de 50 funcionários e jornada de trabalho integral.

benefícios-para-colaboradores-nas-empresas

As tendências de benefícios

Listamos as principais tendências de benefícios para auxiliar na retenção de talentos e deixar os colaboradores ainda mais engajados e felizes na organização.

Personalização de carteira

Atualmente nas empresas os colaboradores têm preferências muito diversas. A flexibilização dos benefícios é uma forma de suprir a grande maioria delas e manter a equipe motivada e alinhada com a cultura da empresa, influenciando diretamente na sua produtividade.

O estudo do MetLife aponta que, em média, 30% dos colaboradores têm interesse em benefícios corporativos relacionados a esportes ou subsídio para academias, como mostrado abaixo.

Esporte como benefícios para colaboradores nas empresas

Coaching e mentorias

Outra tendência em benefícios nas organizações é pensar no desenvolvimento individual dos colaboradores. É possível trabalhar essas questões com palestras, mentorias, workshops e coaching na empresa para envolver cada vez mais os colaboradores na empresa.

Essa prática é bastante utilizada em empresas para ajudar os colaboradores a lidar com desafios diários da melhor forma e melhorar sua performance e produtividade no trabalho. Como é o caso do Google e 55% das empresas no mundo.

 

Cuidados com saúde emocional

Num contexto de mundo globalizado, online e muitas informações a todo instante, as pessoas acabam ficando mais estressadas, ansiosas e com muita carga emocional. Segundo informações da OMS (Organização Mundial da Saúde), por volta de 44% da capacidade produtiva da pessoa fica comprometida com a presença de doenças emocionais como, por exemplo, a depressão e ansiedade.

Algumas das consequências desse quadro são: a perda de interesse pelo trabalho, falta de concentração e muita dificuldade em cumprir prazos estipulados pelos seus gestores. Por isso, o acompanhamento desses casos é de extrema importância para que não aconteça a piora do quadro, comprometendo significativamente sua produtividade no ambiente de trabalho.

Cada vez mais as empresas precisam se adequar ao mundo atual e ter a preocupação com seus colaboradores para mantê-los envolvidos com a organização.

 

Procurando uma solução de benefícios flexíveis para sua empresa? Fale com a gente!