Flash - abr 22, 2020

6 dicas para tornar o Home Office mais eficiente

O home office  se tornou uma realidade de muitas pessoas, da noite para o dia. O trabalho remoto era uma  realidade para poucas empresas e pessoas. A adaptação a nova rotina de trabalho pode gerar um certo desconforto nos primeiros dias, principalmente porque muitas vezes não sabemos por onde começar.

6_dicas_para_home_office

Para te ajudar nessa fase de adaptação, trouxemos algumas dicas valiosas e dicas são sempre bem-vindas, né? Vamos te mostrar aqui como tornar seu home office mais eficiente e agradável. Tenha uma boa leitura.

 

    1. Crie uma rotina

Criar uma rotina para trabalhar em casa é inicialmente desafiador e isso faz com que nosso cérebro busque formas de se adaptar. Veja o que diz a neurocientista Flavia Valadarez, fundadora da escola PraticaMente:

“Expondo seu cérebro ao estresse de aprender coisas novas, pouco a pouco, o treina para lidar melhor com situações estressantes”

Se não criarmos uma rotina de trabalho em home office, não permitiremos ao nosso cérebro a prática da adaptação. Em seu texto sobre a relação cérebro e zona de conforto, a neurocientista explica que quando estamos na nossa zona de conforto deixamos nosso cérebro preguiçoso. No caso do home office, a zona de conforto é justamente a nossa casa.

 

    2. Escolha um local de trabalho

É importante que quando estivermos trabalhando de casa, o local seja o mais tranquilo possível, pois quanto mais tranquilo o local de trabalho, mais foco, disciplina e concentração você terá. Essa prática certamente tornará seu trabalho em home office mais eficiente.

Claro que entendemos dificuldades de adaptação e da realidade particular de cada lar (família, ambiente/espaço disponível, cachorros e gatos) mas você deve se organizar para lidar com todos estes fatores ao mesmo tempo em que delimita estar trabalhando. É como se você não estivesse em casa, mas sim em seu escritório.

 

    3. Vista-se para trabalhar

Evite trabalhar de pijama ou se vestir de forma que você geralmente não se veste para ir ao escritório. Manter rotinas nos ajuda a  entender que, de uma forma ou de outra, estamos trabalhando!

Se você costuma usar algum tipo de uniforme, camiseta da empresa, ou, ainda, terno e gravata, continue usando no período de home office. Isso evita nosso ímpeto de querermos trabalhar deitados, falemos a verdade, quem consegue render e ser produtivo de pijama no conforto do lar, né?

 

    4. Faça pausas

As pausas no trabalho podem parecer contraditórias, mas são essenciais. Diversas técnicas de gestão e tempo usam pausas; a técnica de Pomodoro é uma delas.

A técnica de Pomodoro é uma técnica de gestão de tempo que consiste em trabalhar focado em uma tarefa por vários minutos e descansar por alguns outros minutos. Por exemplo: escolha uma tarefa na sua sprint que levaria algumas horas para realizar, foque nela por 40 minutos sem distrações, pause por 10 minutos e repita até que a tarefa acabe. Você perceberá um aumento significativo em sua produtividade.

O consultor em produtividade, Daniel Burd, explica:

“O cérebro precisa de descanso. Parar por alguns minutos ajuda a elevar os níveis de glicose — que funciona como um combustível para o órgão em questão — e isso faz com que o pensamento, a atenção e outras atividades cerebrais sejam mais intensas ao retomar o trabalho.”

 

    5. Estipule horário para almoçar

Como já apontamos anteriormente, manter a rotina normal de trabalho é essencial. O horário de almoço também está incluso neste pacote. Apesar das dificuldades, os horários de pausa devem ser uma regra.

Além do desafio de se organizar para a hora do almoço (tem que cozinhar? Vai pedir delivery?), sabemos que muitas pessoas possuem cartões de refeição com aceitabilidade reduzida (cartões de refeição que não são aceitos em açougues e mercados de bairro, por exemplo). 

Para evitar o problema de aceitabilidade, considere utilizar soluções modernas, capazes de se adaptaram às suas necessidades e hábitos alimentares, como por exemplo cartões de refeição e alimentação flexíveis. 

Cartões de benefícios flexíveis possuem maior aceitabilidade, além de se adequar aos seus hábitos de almoço em home office. Você  não precisa tirar dinheiro do bolso por causa daquele seu cartão que não é aceite em nenhum lugar. Conheça a maior solução de benefícios flexíveis do mercado aqui.

 

    6. Ouça músicas específicas para cada tarefa


Pode parecer estranho mas músicas diferentes podem trazer sensações diferentes. Isso é o que diz o neurocientista Daniel Levitin: 

“(...) músicas mais lentas tendem a nos acalmar, músicas mais rápidas podem nos agitar, mas nem sempre. Sons distorcidos tendem a ser mais agitados do que sons acústicos limpos (...)”

É importante que saibamos escolher as músicas certas para cada tarefa a ser executada, há muitas playlists criadas nas plataformas de streaming que nos ajudam na hora de trabalhar, é só escolher a sua preferida! 

Essas foram as dicas para tornar seu home office mais eficiente, e aí, gostou? Conte-nos quais são as práticas que você já tem adotado e quais irá adotar.

Quer saber como ter uma solução de benefícios flexíveis e que ainda te traz plataformas de streaming de músicas como parceiros? Conheça a Flash.